Para facilitar a leitura, resolvi dividir o texto sobre o tour do Atacama ao Salar de Uyuni em duas partes. Aqui você vai encontrar a continuação do primeiro texto. Então, sem enrolações e vamos ao que interessa!

Dia 2 – Desvendando a Bolívia antes de chegar ao Salar de Uyuni

O segundo dia do tour também começa cedo. O café da manhã é servido às 6h, depois as malas vão para o topo do jipe e a aventura recomeça.

Vale citar que próximo ao alojamento existem alguns mercadinhos que vendem produtos de higiene, remédios, salgadinhos, bolacha e água. Quem precisar refazer o estoque é melhor aproveitar.

O roteiro do segundo dia pode variar. Embora na agência eles não informem, existem duas rotas possíveis para seguir até o Salar de Uyuni e o grupo pode decidir por qual quer seguir.

Duas opções de rotas, qual seguir?

A primeira e mais tradicional vai passar pela laguna Honda, Chiarkota, Hedionda e Canapa, além de visitar a famosa “Tree of Stone”, uma grande pedra de origem vulcânica.

Já a segunda opção leva você para a Itália perdida, um conjunto de pedras gigantes, depois a Laguna Vinto e a laguna Catal, de águas negras em meio às montanhas. É aqui que acontece o “almoço piquenique”, em meio a natureza mesmo.

O Valle de Rocas, Mirador Anaconda e Sola também são paradas de quem escolhe esse segundo itinerário.

Salar de Uyuni_jeep

A decisão de qual rota seguir é difícil. O meu grupo acabou escolhendo nas escuras pela segunda rota, não tínhamos internet para ver os lugares e comparar.

Então, aproveite que você está sabendo disso antes de fechar e pesquise bem para fazer a melhor escolha. 😉

A última parada do dia, independente de qual caminho você escolheu, é no Salar de Chiguana, um lugarzinho bem sem graça.

Essa é uma das noites mais esperadas pelos viajantes. Afinal é hora de relembrar como é tomar banho com água quente! O lugar para passar a noite é o Hostal de Sal.

A ideia de ser um hotel feito de sal é bacana. Mas o sal está até nos chãos, difícil para andar de chinelo e acaba atraindo bastante moscas.

Que tal não perder mais nenhuma dica?



Dia 3 – Visitando o tão esperado Salar de Uyuni

Salar de Uyuni_chuva

Após o café da manhã, que é por cerca de 5h30, é hora de seguir viagem rumo ao famoso Salar de Uyni.

Se você for durante a temporada de chuva, fique sabendo que a Isla Incahuasi ficará de fora do roteiro. Mas, por outro lado, você vai ter a oportunidade de ver o espetacular efeito reflexo no Salar que só acontece nessa época do ano.

No último dia de tour, toda a parte da manhã fica para admirar a maior planície de sal do mundo. O guia percorre de jipe o salar bem devagar para você admirar o reflexo do céu nas águas.

Depois acontece uma parada, você pode brincar com a água e sujar bastante seu tênis. O próximo stop é em uma parte seca e então é hora de tirar as clássicas fotos brincando com a ilusão de perspectiva.

O almoço acontece no museu de sal, um lugar não muito interessante. Aqui o valor do toilette é um roubo, 5 bolivianos para usar um banheiro ecológico nas piores condições que você vai se deparar durante o tour.

À tarde é hora de parar no caminho para comprar souvenirs, nenhum lugar aceita cartão, é tudo na base do dinheiro. O dia acaba de volta refúgio para passar a noite, ele fica em Villa Mar. Quem quiser tomar banho tem que pagar 10 bolivianos.

Dia 4 – Hora de retornar ao Deserto do Atacama

Salar de Uyuni_cemitrio de trens

Quem compra o tour retornando até San Pedro de Atacama precisa madrugar no quarto dia. O jipe parte por volta das 5h30, não há café da manhã no hotel, só ao chegar na fronteira da Bolívia.

Na volta, ao passar pela imigração boliviana é cobrada uma taxa de 15 bolivianos por pessoa. O tour chega ao Atacama por volta das 12h.

Considerações finais de quem já foi

Salar de Uyuni_lhama branca

Antes de ir ao Salar de Uyuni, li vários relatos na internet e fiquei até um pouco receosa com os comentários sobre o tour coletivo.

Mas eu queria fazer de qualquer jeito e não me arrependo. É sofrido, é um pouco cansativo, mas as paisagens que você tem a oportunidade de conhecer são únicas.

Então vá de mente aberta, sabendo que os refúgios para dormir são bem simples, a comida não é gourmet, mas é gostosa, aproveite a experiência.

Você também já fez o tour do Atacama até o Salar de Uyuni? Compartilha comigo sua experiência.

Até a próxima! 🚙

Faça parte da tripulação!

Increva-se para receber dicas em seu e-mail. É free e nada de spams. 🙂