Escandinávia: Um guia completo pra você planejar sua viagem (sem erro!)
Escandinávia: Um guia completo pra você planejar sua viagem (sem erro!)
Escandinávia: Um guia completo pra você planejar sua viagem (sem erro!)
Escandinávia: Um guia completo pra você planejar sua viagem (sem erro!)
Escandinávia: Um guia completo pra você planejar sua viagem (sem erro!)
Escandinávia: Um guia completo pra você planejar sua viagem (sem erro!)
Escandinávia: Um guia completo pra você planejar sua viagem (sem erro!)
Escandinávia: Um guia completo pra você planejar sua viagem (sem erro!)
Escandinávia: Um guia completo pra você planejar sua viagem (sem erro!)
Escandinávia: Um guia completo pra você planejar sua viagem (sem erro!)
Escandinávia: Um guia completo pra você planejar sua viagem (sem erro!)
Escandinávia: Um guia completo pra você planejar sua viagem (sem erro!)

Embora os países nórdicos sejam conhecidos pelas baixíssimas temperaturas, eles têm muitos mais a oferecer aos viajantes do que apenas frio. Se você quer embarcar nessa aventura, esse guia vai ajudá-lo com os principais detalhes que você precisa saber antes de planejar sua viagem para a Escandinávia.

Você sabia que foi na Dinamarca, em 1932, que os primeiros brinquedos da LEGO foram criados? Ou que A H&M, uma das lojas de roupas mais populares, é sueca? Para quem ama lagos, a Finlândia tem cerca de 188 mil lagos em sua extensão de apenas pouco mais de 338 km². Por isso, ela é chamada carinhosamente de “A terra dos mil lagos”.

Quais países fazem parte da Escandinávia?

Escandinávia Iceland

Em teoria, quando falamos em Escandinávia estamos nos referindo a uma região geográfica. Mais precisamente aos países Dinamarca, Suécia e Noruega que juntos formam a península Escandinava.

A Finlândia não faz parte desse grupo. Mas é comum que num sentido mais amplo da palavra o país também seja incluído, assim como a Islândia e as Ilhas Faroé.

Quais são as principais cidades e regiões da Escandinávia?

Na hora de começar a montar o seu roteiro, escolher as cidades a visitar e quais deixar de fora é uma tarefa difícil.

Quem ama natureza, sem dúvidas, a Escandinávia é um dos melhores destinos do globo. Para se ter ideia, ⅔ das regiões da Noruega são tomados por montanhas!

Noruega

A capital é Oslo, outras cidades para conhecer são Bergen, a principal base para quem vai visitar a região dos belíssimos Fiordes.

Ålesund é uma das regiões mais visitadas do país, tem estilo Art Nouveau e serve como o ponto de partida para explorar a região do Geirangerfjord, reconhecida como Patrimônio Mundial da UNESCO.

Suécia

A capital é Estocolmo, uma cidade com linda arquitetura. Você também pode visitar a cidade de Jokkmokk que fica na região da Lapônia, ao norte do país.

Esse é um destino popular para quem quer ver a Aurora Boreal, curtir lagos, florestas e passear por parques nacionais, como o Sarek.

Finlândia

Helsinque é a capital e maior cidade da Finlândia. Nela você pode desfrutar de saunas públicas (o grande amor dos finlandeses) e também piscinas aquecidas mesmo durante o inverno.

Savonlinna é outra cidade fofa para visitar, ela fica no coração da região dos Lagos de Saimaa. Quem quiser passear pela terra encantada da Lapônia, um bom destino é a cidade de Rovaniemi, lá você vai encontrar a vila oficial do Papai Noel, além de ser um ótimo ponto para observar as luzes nórdicas.

Dinamarca

A colorida Copenhague é a capital desse país nórdico. Outro destino interessante é a cidade de Ribe, ela é a mais antiga da Dinamarca.

Mais uma parada no país pode ser Maribo, a cidade fica na ilha de Lolland.

Islândia

A pequenina Reykjavík é a capital da Islândia, sua população não chega a mais de 200 mil pessoas. Outra opção de cidade para conhecer nesse país é a Húsavík, ótimo local para admirar as baleias e Akureyri, cercada por belas montanhas.

Como se comunicar na Escandinávia durante a viagem?

Cada país da Escandinávia tem sua própria língua, embora eles digam que noruegueses conseguem entender os dinamarqueses.

Mas não se preocupe com isso, não. Todos eles aprendem o inglês durante muitos anos na escola. Então a grande maioria, desde os motoristas de ônibus até as pessoas que você parar na rua, estarão aptos a dar informações em inglês.

LEIA TAMBÉM:

Qual a melhor estação do ano para ir à Escandinávia?

Escandinávia_Dinamarca

Escandinávia_Finland

Tudo depende de qual tipo de experiência você está buscando.

No verão, os meses mais quentes são entre junho e agosto. É a alta temporada e uma data em que os escandinavos aproveitam para ir para casas de campo, curtir os lagos e pescar.

Essa é a melhor data para vivenciar a Escandinávia com sol. Aliás, em algumas partes acontece o lindo sol da meia noite. Essa data também é ótima para explorar os arquipélagos da Suécia e Finlândia.

O outono é uma boa data para quem quer curtir as cores típicas desta estação. setembro ainda pode ter um clima mais quente, prolongado do verão. Já em novembro, há possibilidade de se deparar com a neve e já baixas temperaturas.

Entre dezembro e fevereiro é a grande alta do inverno. A maioria das cidades estão branquinhas, tomadas pela neve e as temperaturas já muito baixas. Essa estação é ótima para quem quer aproveitar a Lapônia e se divertir na neve. Além de ter aquela sensação de estar em um conto de fadas.

A primavera, mais ou menos entre março e maio, é uma boa estação para quem quer pegar temperaturas amenas na Escandinávia. Os dias são mais longos, o ar fresco e as flores estão em seu auge. Mas vá preparado para possíveis dias de chuva, nesta época do ano o tempo pode ser mais instável e mudar rapidamente.

A vantagem é que você já encontrará cidades mais vazias, sem tantos turistas.

Quem está atrás do fenômeno da Aurora Boreal, é preciso saber que não há uma certeza de quando ela pode ser vista. Porém entre os meses de janeiro e março costumam ter as melhores probabilidades. Prefira ficar ao menos sete noites para aumentar suas chances de viver essa experiência única.

Em qual hotel ficar na Escandinávia?

Escandinávia_auroraboreal

Em geral, os custos na Escandinávia são bem salgados. Na hora de se hospedar você pode escolher desde opções mais caras ou mesmo hostels que são levados bem a sério nesta região. Aliás, lá você vai encontrar as opções mais bem decoradas e charmosas.

Hotel

Scandic –  é uma rede sueca de hotéis com forte presença nos países nórdicos. Quartos aconchegantes e bem decorados. A vantagem do Scandic é que, normalmente, ele sempre está nas melhores localizações.

Hostels

Em Estocolmo o Generator hostel é uma boa opção. Com boa localização, mais ou menos sete minutos da estação de metrô central da cidade. Ele oferece opção de quartos compartilhados e também individuais.

Em Copenhague, um hostel bem moderno e a apenas quatro minutos da estação central de trem, é o Urban House. Ele também oferece opções de quartos compartilhados e individuais.

Em Helsinque, o Eurohostel tem boa localização e preços acessíveis.

Uma boa opção para se hospedar na casa de locais e ter um maior contato com a cultura é por meio do Airbnb. Os preços podem ser atraentes.

LEIA TAMBÉM:

Qual a melhor forma de se locomover pela Escandinávia?

Escandinávia_islândia

Os países nórdicos possuem as melhores taxas de desenvolvimento do mundo. Por isso, andar de transporte público é fácil e a forma mais barata para os viajantes.

Na cidade, o metrô atende bem a maioria das regiões e pontos turísticos. O ônibus público também é uma alternativa interessante. Fique atento na forma de pagamento, em Estocolmo não é possível comprar a passagem direto com o motorista.

Se você for se locomover entre cidades, o trem é a opção mais rápida e confortável. Na Finlândia o trem acaba custando entre 3 a 4 euros a mais do que os ônibus rodoviários. Pelo site da VR é possível comprar as passagens (inclusive para quem quiser dar uma esticadinha até a Rússia).

Se você procura pelo ônibus, uma das empresas mais baratas é a OnniBus.

Na Noruega, a melhor maneira de viajar pelo país é mesmo o trem. Além de ser o mais rápido, as rotas possuem as paisagens mais lindas que você vai ver.

Se você busca uma alternativa ao avião para ir de um país ao outro, os navios são bem atrativos. Os finlandeses e suecos adoram cruzeiros, por isso você vai encontrar boas opções para ir da Finlândia para a Suécia ou da Dinamarca para a Suécia.

Uma das principais empresas é a Viking Line. Estão disponíveis cabines de todos os tamanhos, inclusive compartilhadas, para todos os bolsos. Além disso, os navios são cheios de atrações, como SPA, sauna, bares e restaurantes.

Quanto custa viajar para a Escandinávia?

Escandinávia_cidade Copenhague

A má notícia é que não custa nada barato conhecer os países da Escandinávia. Essa região é uma das mais caras do mundo. Não se deixe enganar ao perceber que o real vale mais do que a moeda sueca.

Tudo que você for comprar vai ter um preço bem salgado por lá, até mesmo um sanduíche! Por isso, vale muito a pena fazer uma boa pesquisa e se organizar para conseguir aproveitar a viagem.

O país campeão dos altos custos é, sem dúvidas, a Noruega. Um cappuccino custa, em média, 40 NOK, ou seja mais ou menos R$ 16. Já um prato principal num restaurante econômico vai sair por cerca de 150 NOK, algo em torno de R$ 57 (por pessoa).

Em Copenhague, um hot dog custa em média R$ 15 e um café da manhã em cafeterias com cappuccino, pão com manteiga e um docinho, algo em torno de 75 DKK, ou seja, R$ 35 (por pessoa).

A melhor forma de economizar durante sua viagem pela Escandinávia é fazendo passeios por conta própria e comprando comida em mercados. Se você não se importar de ir em fast foods, eles também são opções mais em conta.

Moedas dos países escandinavos

Com tantas moedas diferentes na Escandinávia, o melhor é contar com a ajuda de um aplicativo no celular para converter valores.

Se você for trocar o seu dinheiro por lá, a rede Forex e as agências de câmbio Western Unions são duas opções.  Confira as taxas, porque pode acabar valendo mais a pena fazer saques em um caixa eletrônico pelo seu banco.

escandinvia_moedas

Pronto para embarcar rumo à Escandinávia? Compartilhe seu roteiro nos comentários.

Até a próxima! ❄

Faça parte da tripulação!

Increva-se para receber dicas em seu e-mail. É free e nada de spams. 🙂